Rita Calhambeque incorporou uma entidade moralista e entrou numas de que a TV brasileira tá a maior putaria, só sacanagem e que ela tem mó vergonha alheia disso. Numa entrevista pro blog Babel, da jornalista Ana Paula Sousa, a ex-atriz pornô (até que se prove o contrário) declarou: “Acho que a gente passou do limite do que sempre foi meio vulgar. Eu me choco.”. Meu, ela SE CHOCA.

Aí você pergunta: o que choca a Lady do Povo? (que por sinal, é o nome do documentário do Toni Venturi sobre ela, com lançamento previsto pra maio) Eu conto. Nas palavras de Rita: “No outro dia me falaram de não sei quem que passa o cartão magnético na bunda da outra. Eu posso ter sido chamada de tudo que é nome, mas isso eu não faria.” Olha, Rita, conselho de amigo: nunca diga “dessa água não beberei”. Até porque, no seu filme, passa coisa muito pior que cartão pela sua bunda.

cadilac1“É bom para o moral”

Anúncios