Meu, lembra uns dois anos atrás quando vazou aquela história da bomba gay que o Pentágono ia construir? Pois é, eu tava vendo o BBB agora há pouco e passou esse comercial da Coca-Cola:

Imagino eu que se a tal bomba fosse criada, ia ser que nem isso aí. Repara que tem até uma referência ao clipe de ““Sorry”, da Madonna, no 0:56. A música é boa, tudo é colorido, divertido, fashion… Nada me tira da cabeça que o publicitário que criou esse filme pensou na bomba gay com força. Até porque “sua alegria transforma”. Essa Coca é Fanta. Uva.

Anúncios