calypso

Fica cada vez melhor a saga “Calypso no prêmio Nobel”. A edição de hoje do Diário do Pará traz detalhes ainda mais legais sobre a história. “Dísque” Joelma e Chimbinha NÃO SABEM da indicação. O assessor falou que os dois estão de férias numa fazenda e depois viajam pro exterior. Tipo, “tão” cagando pro Nobel.

Mas o melhor de tudo são as justificativas do tal bispo João Pedro Nascimento, presidente da ONG (ir)responsável pela indicação da banda ao prêmio. Alguns pontos merecem ser destacados aqui:

“Nós os indicamos, mas eles não são obrigados a aceitar. Não estou preocupado com a resposta deles, nós fizemos a nossa parte” (“nossa parte” pra que? Pro fim do mundo?)

Não foi pela fama, nem pela fortuna deles, mas por acharmos que eles são exemplo de pessoas, de família, e nós estamos precisando de modelos assim. São pessoas simpáticas e que vão conquistar o mundo” ( 1- ADORO que pessoas possam ser indicadas ao Nobel da paz por fama e fortuna. 2- ADORO que Joelma e Chimbinha são exemplos de família e que quem disse isso foi um BIS-PO  3- ADORO que eles vão conquistar o mundo)

Agora a parte mais legal: a banda não foi indicada por nada que tenha feito. Segundo o mesmo bispo, a banda deverá desenvolver os trabalhos pelos quais foi indicada até outubro: “Para a Calypso ganhar o prêmio, a banda terá que ir ao Haiti, aos Estados Unidos, Londres, Madri e Rio de Janeiro, discursar sobre a paz e sobre os imigrantes ilegais, tantos brasileiros como de outros países”. (Imagina Joelma discursando sobre paz e imigração ilegal…)

Pra finalizar, a banda também não sabe do tal show que terá de fazer pra comemorar a indicação. Não está na agenda deles e o assessor lava suas mãos.

joelmaNobel? Sério? Quem é?

Anúncios